«aquela magia da música que vem do éter, é um hábito que se está extinguir (…) a rádio enquanto escuta caseira é um hábito que faliu e que nos fugiu, e não há maneira de voltar». António Sérgio in "Suplemento DN" de 08 de Julho de 2005

terça-feira, 12 de dezembro de 2006

A rádio nos jornais... ou nem por isso

Quem vai à secção Media dos jornais portugueses lê muito sobre... televisão. São os resumos das novelas e respectivas “fofocas” sobre os actores, são as programações detalhadas, e alguns canais por cabo, nem uma linha sobre a rádio. Há, nos jornais, muitos críticos de cinema, música e televisão. Mas nem um de rádio.
Será que a rádio é um meio secundário que não vale a atenção dos outros media? Não haverá programas que valham a pena analisar?
Só se fala da rádio nos jornais de vez em quando e cada vez mais raramente. A radiodifusão sonora vai comemorar 100 anos no dia 24 de Dezembro. Sempre quero ver o que irão trazer os jornais portugueses sobre esta importante efeméride.

4 comentários:

tarzanboy disse...

Eu leio o Público e de vez em quando lá sai qualquer noticiazita sobre a rádio na página Media...

Anónimo disse...

faz falta aquela caixa que publicavam - o "ouvido", "lido", "visto".

Anónimo disse...

será caso pra mandar os jornais à media?

Aderbal Machado disse...

Saudações,

Radialista há 45 anos, continuo apaixonado. Como na televisão, quem faz o rádio são os profissionais. Todos os melhores de televisão passaram pelo rádio. O rádio é, portanto, um celeiro de bons profissionais, uma sementeira de talentos. Por isso, pouco importam os críticos. O rádio continua sendo o grande meio de comunicação do mundo, pois é capaz de estar, instantaneamente, em qualquer lugar, em tempo real.
Estou entrando fundo no jornalismo digital e criarei, em breve, uma webradio. Meus endereços: www.aderbalmachado.com.br / www.aderbalmachado.blogspot.com / www.debamachado.blogspot.com.
Meu programa de rádio pode ser assistido, de segunda a sexta, em www.trans99fm.com.br (Balneário Camboriú, Santa Catarina, Brasil).