«aquela magia da música que vem do éter, é um hábito que se está extinguir (…) a rádio enquanto escuta caseira é um hábito que faliu e que nos fugiu, e não há maneira de voltar». António Sérgio in "Suplemento DN" de 08 de Julho de 2005

sexta-feira, 3 de agosto de 2007

A rádio não vai de férias

No sítio da Media Capital Rádios está um texto da autoria de Carlos Marques, director-geral comercial daquele grupo, intitulado "O mercado vai de férias... a rádio não".

5 comentários:

vitoscano disse...

Será mesmo assim tenho as minhas duvidas?E quantos não levam uma coleção de cd´s ou mp3 com adaptadores para automóvel e ouvem e tornam a ouvir o que levaram.Já foi mais assim, agora acredito pouco mas,talves para ouvir as noticias e logo depois voltar ao que já traziam de resto não sei não,mas pode ser que sim.

vitoscano disse...

Ainda existe a romântica fm pesava que já não existia e tinha sido absorvida pela M80

Anónimo disse...

Vitoscano,

A Romântica FM existe, sim. Felizmente...

Anónimo disse...

É estranho o facto de a MCR nunca utilizar a palavra "ouvinte" nas suas newsletters e apresentações de rádios... Fala sempre em "parceiros", "clientes"...

Exemplo da última newsletter:

A Média Capital Rádios aproveita para desejar umas boas férias a todos os seus parceiros.

Custa tanto escrever a palavra "ouvinte"? Pois custa; esta empresa não foi feita para falar e ouvir ou ouvinte...

GS disse...

A rádio nunca vai de férias!! Mesmo com os mp3 os cd's e o mais que venha!
Quanto ao facto das newsletters da MCR não falarem em ouvintes, deve-se unicamente ao facto de não se dirigirem aos ouvintes e sim aos parceiros e clientes! Explicado?!