«aquela magia da música que vem do éter, é um hábito que se está extinguir (…) a rádio enquanto escuta caseira é um hábito que faliu e que nos fugiu, e não há maneira de voltar». António Sérgio in "Suplemento DN" de 08 de Julho de 2005

terça-feira, 28 de agosto de 2007

Quando falha a energia

A Rádio Santiago, de Guimarães, esteve sem emissão durante 17 horas, devido a um corte na rede eléctrica, por causa do mau tempo.
A emissora ficou em silêncio, mas aquando do concurso para o licenciamento das rádios locais, em 1988, era obrigatória a inclusão de um gerador eléctrico, precisamente para evitar situações destas.
Hoje em dia, existem sistemas acumuladores de energia (UPS) que permitem uma grande autonomia evitam o silenciamento das estações de radiodifusão.

3 comentários:

Denudado disse...

Caro Jorge Guimarães Silva, não há UPS nenhuma que seja capaz de fornecer energia a um emissor de 2, 3 ou 5 kW durante 17 horas seguidas. Nem um salão de baile cheio de baterias seria capaz de o fazer. Mesmo que isto fosse possível, o custo das baterias e de um inversor capaz de fornecer essa potência seria incomportável para os "bolsos" de uma rádio local. A única solução é mesmo um gerador.

De resto, é absolutamente indispensável que uma estação de rádio tenha uma alimentação de energia de emergência. No caso de ocorrer uma qualquer catástrofe, é para as rádios que a população se volta, para saber o que se passa e para procurar apoio. É em ocasiões destas que a rádio desempenha a sua missão mais nobre. Mas para isso, é necessário que ela possa manter-se "no ar".

Jorge Guimarães Silva disse...

Meu caro denudado, a questão é mesmo essa: em caso de catástrofe como é? Sei que nos Estados Unidos havia (há?) um plano do tempo da guerra fria para que em caso de ataque nuclear (ou outra catástofre)todas as emissoras estivessem em uníssono.
Por cá, infelizmente, as coisas são como são.
Eu abordei este tema no texto de 18 de julho de 2003 ( http://telefonia.weblogger.terra.com.br/20030713_telefonia_arquivo.htm )e vou voltar ao assunto.
P.S. - as UPS são só para os equipamentos de estúdio, para um emissor era incomportável, pelo menos para mais que umas horas.

vitoscano disse...

Assunto bem diferente e bem sei que é sobre rádio: Passe por este site: http://hotvnews.wordpress.com/ e adira á petição por uma tv(no caso TVI, pois ela passou das marcas com a série the Office na sua excelente versão americana, épisodios as 5h.20m da madrugada para dar um exemplo) melhor e em que exista respeito pelo público que gosta de séries de qualidade.Infelizmente não cabe tudo na RTP2.