«aquela magia da música que vem do éter, é um hábito que se está extinguir (…) a rádio enquanto escuta caseira é um hábito que faliu e que nos fugiu, e não há maneira de voltar». António Sérgio in "Suplemento DN" de 08 de Julho de 2005

sábado, 5 de maio de 2007

O Anuário da Comunicação do Obercom

Está disponível, no sítio do Obercom, o “Anuário da Comunicação 2005-2006”, tendo a rádio portuguesa destaque em três artigos.
No primeiro são examinadas as audiências da rádio portuguesa, baseada no Bareme Rádio, da Marktest. Neste artigo é, também, divulgado o número de emissores e de estações de rádio existentes em Portugal (pp. 104-110).
O segundo é da autoria de Rogério Santos, professor na Universidade Católica Portuguesa. Intitulado "A Rádio em Portugal - estado da arte em 2006" (pp. 220-223), este texto faz uma pequena resenha histórica do meio, apontando ainda caminhos que a rádio portuguesa deverá percorrer em 2007.
Por último, João Porto, do Grupo Renascença, apresenta "Medir o quê? Quando? e para Quê? Como se medem as audiências em Portugal? Como se medirão no futuro?" (pp. 258-261).

4 comentários:

Cristina Seabra disse...

Ola
Nao vou comentar este post, apenas dizer q passarei a visitar este espaço porq adoro rádio- ja não sei como vim aqui parar (tvz plo bogue de algum amigo...)
Constato q há espaços mto interessantes q não são mto participados, será q a malta tem preguiça de escrever?
Um abraço,bom fdsemana
P.S. estou proibida de teclar mto (tendinites por excesso de pc:-( mas ao menos desfooro-me a ler-ver e ouvir rádio!

Jorge Guimarães Silva disse...

Obrigado. Apareça sempre que é bem-vinda. E as melhoras.

Anónimo disse...

Audiencias?!

Isso é sinónimo de não aparecerem as rádios que são mais ouvidas...

Anónimo disse...

Audiencias?!
Isso é sinónimo de não aparecerem as rádios qua não são mais ouvidas.

Zeca