«aquela magia da música que vem do éter, é um hábito que se está extinguir (…) a rádio enquanto escuta caseira é um hábito que faliu e que nos fugiu, e não há maneira de voltar». António Sérgio in "Suplemento DN" de 08 de Julho de 2005

sábado, 10 de fevereiro de 2007

No próximo Sábado à noite, no Porto...

... vamos ao Swing Club recordar o tempo em que a música tinha na rádio o seu principal divulgador; os discos eram pretos, grandes, analógicos e feitos de vinil; havia Rádios Piratas com muita gente a falar aos microfones e ninguém se importava com isso; as rádios legais pertenciam ao estado, mas tinham excelentes programas de autor; a pirataria musical consistia numa cassete de fita magnética (gravada directamente do nosso gira-discos, da rádio ou copiada de outra qualquer cassete) e a indústria fonográfica não se queixava (muito, pelo menos); a música portátil era escutada ou num "transístor"* ou num Walkman; metiam-se moedas de cinco "paus" nas máquinas de flippers para uma "joga" de pouco mais de um minuto; os computadores em casa - para os mais sortudos - eram os ZX Spectrum; o café, no Porto, era um cimbalino (está em desuso a expressão); os centros comerciais eram escassos; ganhava-se mal (nisto nada mudou); os governos... é melhor nem comentar. O melhor de tudo eram as discotecas que abriam ao domingo de tarde e passavam slows (o momento mais esperado do dia).
Podem agradecer ao blogue "Queridos Anos Oitenta". Eu vou ao Swing agradecer pessoalmente.

Em escuta: Spot promocional da festa, que passa na Rádio Nova.
* Transistor - nome popular por que eram conhecidos os receptores radiofónicos de bolso.

9 comentários:

BC disse...

Ok. E vai haver Italo-disco? E slows? Tenho saudades de dançar agarradinho.

tarzanboy disse...

Muito bom retrato dos anos 80, Jorge. Obrigado.

Slows? Pelo menos o Take My Breath Away dos Berlin está assegurado. E na área do euro-disco, o Fancy com o seu Bolero também :)

Anónimo disse...

e ninguem fala na bronca da substituição da moça do 0-2 no rádio clube

Anónimo disse...

Nos anos 80 não se ouvia música portuguesa? A mim parece-me que sim...

Anónimo disse...

Como é que conseguiu incorporar no blogue esse excerto do spot promocional?

Anónimo disse...

RÁDIO CLUBE DE ASNEIRAS.
15 dias depois, as broncas continuam. Hoje, no noticiário das 7 e 50 e tal do Rádio clube de Coimbra foi retransmitido o noticiário de sexta feira à noite, acompanhado com uma gravação do programa musical desse dia...com a locutora a dar as noas noites ao people. Isto já aconteceu várias vezes desde que começou o novo rádio.
O jornalista não foi. Os jornais são enlatados. Negligência pura...responda quem souber

Zé Augusto disse...

E tu não eras DJ nos eighties, no Arpejo? Não vais virar uns discos? Lembro-me bem que passvas Modern Talking e outras azeiteirices idênticas (mas a malta gostava).

BC disse...

Foi interessante, mas faltou um pouco de jeito aos DJs. E até houve slows... porque um dos DJs fez asneira e deixou seguir do Take On Me, dos A-AH, e com uma branca pelo meio, para o Hunting High and Low. Valeu! Na próxima estamos lá. Só espero que os DJs sejam um pouco melhores nas misturas.

Anónimo disse...

Já metias um autoStart="-1" aqui não?

Tens um autoplay="false" e isso n existe. Já irrita aquele spot... e fevereiro já lá vai... ;-)