«aquela magia da música que vem do éter, é um hábito que se está extinguir (…) a rádio enquanto escuta caseira é um hábito que faliu e que nos fugiu, e não há maneira de voltar». António Sérgio in "Suplemento DN" de 08 de Julho de 2005

sábado, 3 de novembro de 2007

100 Histórias da rádio num livro

É mais um livro que fala de rádio: «No Ar 100 Histórias da Rádio». O autor é Marcos Pinto, jornalista do programa “Toda a Tarde” (Sábado e Domingo, entre as 16h e as 19h), do Rádio Clube.
Esta nova obra fala de histórias da nossa rádio. «Portugal inteiro sabe que foi Joaquim Furtado que deu a voz à leitura do comunicado do Movimento das Forças Armadas (MFA) na madrugada de 25 de Abril de 1974, quando este ocupou as instalações do Rádio Clube Português, na Rua Sampaio Pina, mas poucos saberão o que fez o jornalista a seguir».
Como as histórias da rádio são muitas, o autor promete outro livro, com outros protagonistas.
Act. 04/11 - O livro No Ar 100 Histórias de Rádio vai ser apresentado dia 5 de Novembro, pelas 19 horas, na livraria Almedina do Atrium Saldanha, em Lisboa. A apresentação será de Fernando Correia, do Rádio Clube, e conta, também, com a presença de várias figuras da rádio portuguesa, entre elas estarão Artur Agostinho, Carlos Cruz, Júlio Isidro, António Sala, António Macedo, Fernando Alves, Emídio Rangel, João David Nunes, Jaime Fernandes, Luís Filipe Costa, Paulo Fernando, Cândido Mota, Ruy Castelar e Victor Espadinha.

2 comentários:

tarzanboy disse...

Assim de repente, parece-me um livro obrigatório!

PE disse...

é um belo livro. um documento.
recomendo.