«aquela magia da música que vem do éter, é um hábito que se está extinguir (…) a rádio enquanto escuta caseira é um hábito que faliu e que nos fugiu, e não há maneira de voltar». António Sérgio in "Suplemento DN" de 08 de Julho de 2005

terça-feira, 13 de março de 2007

Antena 3 não cumpre serviço público

O Provedor do Ouvinte da RDPJosé Nuno Martins – está crítico em relação à Antena 3 (A3). João Paulo Meneses – uma das vozes críticas em relação à emissora – concorda: «A Antena 3 é necessária, mas não como rádio de playlist alinhada com as tendências principais da indústria discográfica, não como uma rádio que dedica um dia da semana à música portuguesa (para não estragar as audiências?) e que se tem vindo a transformar num supermercado de promoções/ofertas».
Por estas e por outras é que o Provedor do Ouvinte da RDP veio apresentar a sua opinião sobre a A3: «Creio que, a breve trecho, dificilmente será defensável, na esfera pública, a sustentação do estipêndio dos fundos necessários para manutenção de uma rádio que não tenha - como actualmente não parece ter - qualquer significado em termos de serviço público».
A filosofia de uma estação como a A3 tem de ser diferente das outras estações jovens. Ser uma alternativa. Isto é que é serviço público e uma estação que é paga pelos contribuintes não deve concorrer com as privadas – deve complementá-las.

10 comentários:

Jorge disse...

Não percebo as criticas do provedor. No dia em que Antena 3 acabar é que deixará de haver alternativas às miseráveis rádios privadas deste país.
A antena 3 é a maior divulgadora da música moderna portuguesa.
Ainda bem que ainda existe a Antena 3 porque senão estaríamos obrigados a ouvir as privadas com as suas repetições intermináveis dos mesmos êxitos vezes sem conta.

frank disse...

Tem piada, não concordo nada com o provedor... Acho até que as criticas são mais para 'mostrar serviço'... e já agora quem provê o provedor?

Hugo disse...

Não concordo pois é na Antena3 que se escuta muita da musica moderna que as outras não dão a conhecer.Um dia dedicado á musica portuguesa é bem bom.Mais a Antena 3 passa muita musica portuguesa mesmo fora da quinta feira.De certeza o provedor nunca ouviu as noites da 3 apartir da 20h, não há por lá um programa de musica portuguesa?Á pois das 21h as 22h. E apartir das 20 não ha playlists ou estou enganado?

Anónimo disse...

Alguém me sabe dizer quais as audiências e classificação que as rádio MIX, ORBITAL e TROPICAL (Lisboa) e NOVA ERA (Porto) têm no Bareme Maktest?
Obrigado

Lord disse...

De facto havia de ser uma rádio mais "aberta" e mais diferente das demais, a Antena3, e está a tornar-se repetitiva e "americanizada", mas mesmo assim é um mal menor em relação às outras que por aí andam. Diga-se de passagem que, se as coisas não mudaram (que faz uns tempos que não oiço a rádio em questão), ainda há artistas portugueses "lançados" na rádio em questão e esta rádio tem mais programas de autor do que é comum ver-se em Portugal.

Anónimo disse...

sou um ouvinte assiduo da antena 3,e acho que é simplesmente a melhor "rádio jovem", onde podemos ouvir coisas diferentes do habitual.a unica rádio que me fez mudar mais vezes de estação é o novo RCP. A3 apenas ficou a perder com a saida do agora apresentador das manhas noticiosas da TVI. nota 17 para a 3. Mariz , http://advlx.blogspot.com/

underadio disse...

Espero que não se dê nem 1 ouvido qt mais 2 a tamanho disparate?
Então e os jovens ou menos jovens que estão em localidades nas quais não se pode ouvir nada semelhante à antena3?
Sim,onde vão poder ouvir o que de melhor se faz em termos de música moderna, seja ela portuguesa ou estrangeira, ouvir dos melhores programas de autor da actualidade nesse contexto "jovem"?

Que gente tão def anda a escudar-se atrás do S.P.?

Pode soar a incoerência da minha parte, por ter tido sempre uma postura muito pouco de "serviço público", seja lá isso o q for, mas, ARRE, o q de bom se faz tem de ser defendido!!!E a antena 3 teve ao longo destes anos mais coisas boas que mts rádio com o raio do S.P., seja lá isso o q for, em dia.

frank disse...

Neste contexto, pode-se sempre denunciar a figura do provedor, ao próprio provedor.

Pode ser que o 'tacho' esturre!

J. Bacalhau AKA Psycho-Krillin disse...

Anonymous disse "A3 apenas ficou a perder com a saida do agora apresentador das manhas noticiosas da TVI."

O José Carlos Araújo era muito fraco enquanto animador das Manhãs da 3! Para mim as Manhãs só ficaram a ganhar quando ele saiu (não tendo ficado necessariamente melhores).

JFTAbsolution disse...

Esta opinião do provedor demonstra, com todo o respeito, uma total ignorância acerca dos conteúdos programáticos da Antena 3 e acerca do seu enquadramento no panorama radiofónico actual. Actualmente, as rádios nacionais representam, em termos conceptuais, um autentico vazio (são quase todas iguais, não há variedade musical, tudo o que seja diferente da baladinha convencional, da pop descartável ou do r'n'b comercial não tem qualquer hipótese de passar, é um acumular constante de playlists ultra repetitivas e a ausência de programas de autor e um vácuo informativo sobre os conteúdos musicais).

Sendo assim, julgo que as rádios da RDP, cada uma à sua maneira e com públicos alvo distintos, prestam verdadeiro serviço público. Neste contexto, a Antena 3 é uma lufada de ar fresco, porque é uma rádio jovem que está longe de ser alinhada com a indústria discográfica, que tem programas de autor de qualidade(o Coyote e o Indiegente são, por exemplo, muito bons), que é inovadora nos seus conteúdos, não se repete como as outras, e que tem a utilidade de passar um dia por semana só música portuguesa (podia era ser mais diversificada e menos virada para o hip-hop).

Podia ser bem melhor??? Obvio que sim. Mas é melhor simplesmente desaparecer do que prestar o serviço público que, ainda assim, presta diariamente??? Claro que não.

Notas:

1. Parabéns a rádios como a Radar ou as Rádios Universitárias de Coimbra ou do Minho, por ainda nos mostrarem o que é verdadeira rádio de qualidade. Felizmente que vivo em Coimbra e que, portanto, tenho o prazer de escutar uma delas.

2. A RFM disse à uns tempos que não passava mais música potuguesa na sua emissão, pela falta de qualidade da mesma. É preciso ter lata quando passam Kelly Clarkson, Bob Sinclair ou Enrique Iglésias. A noção de qualidade é logicamente relativa, mas que dizer quando se passa Bob Sinclair, se ignora o album "Ligação Directa" de Sérgio Godinho e depois se vem falar em qualidade!!!